On terça-feira, 14 de dezembro de 2010 1 comentários

Existem certas coisas que não compreendo... Mas o fato de compreendê-las ou não, não as tornam mais fáceis pra mim... Há momentos como agora, em que todas as incertezas, o medo e minhas limitações, desabam sobre mim. É como um caminho desconhecido, as perspectivas e os sonhos estão ali, em contrapartida, a espera se faz presente, o fato de se tentar e aparentemente nunca alcançar, a brevidade da vida e todas as peças nem sempre agradáveis que ela nos prega, machucam... Mas com isso, também aprendo.

Aprendo que não alcançar, apesar dos meus esforços,não significa que não sou inteligente, que sou menos favorecida que alguém, ou que não tenha algum valor. O que somos, como refletimos a vida de Cristo e como agimos para com nossos semelhantes, é mais importante do que aquilo que temos ou não.

Aprendo que esperar, apesar de ser doloroso, de ir contra nossa tendência de realizar algo o mais rápido possível, me concede paciência, sabedoria e discernimento. Concede-me uma visão mais abrangente daquilo que Deus tem planejado para mim, e isso me faz lembrar das Suas palavras, quando diz:

"Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o Senhor: pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais." (Jeremias 29.11)

Por que os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor, porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos." (Isaías 55.8-9)

Aprendo que posso optar por dois caminhos, em meios às frustrações, tristezas e decepções: desistir, curvar a cabeça passivamente e agir como um derrotado, ou crescer, aprender que até chegar em um lugar mais alto, é provável que eu caia muitas vezes, mas ainda que levantar seja difícil, ainda que por dentro esteja em pedaços devido às proporções da queda, posso erguer-me, seguir adiante e o mais importante, posso ajudar a tantos outros, que apesar dos percalços durante a viagem, tem os olhos fixos no alvo, sabem onde querem chegar e por isso, seguem firmes e perseverantes. E por mais que a primeira opção seja tentadora, por ser a mais fácil, a mais simples, escolho a segunda, escolherei crescer!

Aprendo a não confiar em minha própria força ou entendimento, porém, unicamente no Senhor! Depender dEle para tudo e em qualquer circunstância!

Aprendo que não é porque um sonho meu foi desfeito que está tudo acabado. Sei que mais importante que realizar o que trago em mim, é viver na plenitude os planos de Deus em minha vida. Aprendo a cada dia, a difícil, mas necessária arte de renunciar. Renunciar ao meu eu, aos meus sonhos, às minhas vontades, quem eu sou, para que a boa, perfeita e agradável vontade de Deus seja realidade em meu viver.

Aprendo a continuar sorrindo, apesar das muitas lágrimas de tristeza e algo mais, que no momento, não consigo expressar.
"Ao anoitecer, pode vir o choro mas a alegria vem pela manhã." (Salmos 30.5b)

Aprendo que apesar dos pesares, de todos os "poréns" e dos "mas" que tentam me desanimar, além de me sentir tateando no escuro muitas vezes, minha confiança e fé, ainda que pequena, mas que desejo ver gigante a cada dia, permanecem firmes no Deus que está no controle e que não pode falhar!

E acima de todas as coisas, aprendo a recordar da bondade do Senhor que até aqui tem sustentado minha vida, que me permitiu chegar onde estou, a não esquecer que Suas mãos estão trabalhando, ainda que meus olhos embaçados não consigam ver, e que as mesmas mãos que apontaram o caminho certo a tantos perdidos, tristes e solitários, são as mesmas que não apenas me mostrarão por onde andar, mas também me manterão firme no caminho.

Não importa o que aconteça, Tu sempre serás Deus, por isso, tenho sempre razões pra Te adorar. Pela fé eu vou viver!

Por fim, deixo este vídeo cuja mensagem tem tudo a ver com este post. Deus os abençoe.


Related Posts with Thumbnails