On sexta-feira, 26 de abril de 2013 6 comentários

Olá, caríssimos leitores do nosso blog! Nos perdoem pelo longo período de tempo sem escrever por aqui. Muitas coisas estão envolvidas na culpa como um todo, mas não nego que entre elas esteve a simples falta de prioridade na distribuição do tempo. Mas estava com muita saudade de vocês. Espero que não tenham nos esquecido. E sem mais delongas, vamos ao que interessa, mais um texto pra refletirmos.


"Fazer amor". Essa palavrinha está mais banalizada do que o próprio "eu te amo". As pessoas se acostumaram a dizer eu te amo, da boca pra fora, com uma facilidade imensa, o que não seria ruim, se fosse verdade; mas elas amam com suas palavras, e suas práticas odeiam quem deveria ser alvo do seu amor. Da mesma forma fazer amor, precipitadamente, se tornou sinônimo de fazer sexo. Talvez pela desculpa do "amor" ser o argumento mais persuasivo na hora de convencer o outro a se entregar para satisfazer os desejos sexuais do parceiro. Mas no final das contas não fazem mais do que sexo. É lamentável como a mídia convenceu facilmente "toda" uma sociedade de que sexo e amor são a mesma coisa...


... Fico imaginando se um estuprador e sua vítima são capazes de fazer amor. O que vocês acham?



Pra finalizar, gostaria de dizer que existem várias formas de fazer amor, como por exemplo, dando um cobertor pra uma pessoa com frio, alimentando alguém que passa fome, ajudando uma senhora idosa a atravessar a rua, consolando alguém que precisa e também não podemos esquecer do sexo, lembrando também que ele pode ser uma das muitas formas de se fazer amor, ou não. E pra essas pessoas que vivem tentando convencer o outro a fazer sexo com pretexto de amor, deixo uma última forma de fazê-lo: negando o sexo. Fazendo amor consigo mesmo (e não entendam isso por masturbação), estou falando de amar a si mesmo a ponto de se guardar...

... Alguém que quer te foçar a fazer sexo, nunca vai fazer amor.

Faça amor com Deus. Se guarde, se prive, se respeite, se deixe respeitar. Um/a filho/a de um Deus não deve se rebaixar a esse nível de se dar o "lixo" de comparar amor a sexo. Viva por mais que uma noite de prazer, por que o sol sempre nasce novamente, se é que me entende.

Deus nos abençoe e nos dê sabedoria, hoje e sempre.

Em amor, Alex Holliwer (@alexholliwer)

#comentem

6 comentários:

@oEltonMorais disse...

Muito bom. Infelizmente nossa sociedade é influenciada por Freud, que ensinava que não se pode separar amor de sexo.

Gilney Souza disse...

LOL, parabéns pelo post Lekinho, aí entende do sistema!!! :) First

Ginga Ribeirinha disse...

Sem palavras Alex Holliwer, gostei muito, principalmente desse trecho do texto:"Pra finalizar, gostaria de dizer que existem várias formas de fazer amor, como por exemplo, dando um cobertor pra uma pessoa com frio, alimentando alguém que passa fome, ajudando uma senhora idosa a atravessar a rua, consolando alguém que precisa..." Que Deus te abençoe e conserve sempre assim. Abraço!

Diego disse...

Awe Garoto, muito bem colocado esse texto. É de fundamental importância para a juventude de hoje entender que existe essa diferença entre o 'FAZER AMOR" e o "FAZER SEXO". Onde preceitos familiares deixados por Deus em sua palavra como ex: família formada por esposo e esposa, sexo após o casamento...entre outros, estão se perdendo com o tempo por conta dos grandes influenciadores da mente humana em nosso cotidiano. Espero que esse texto postado por você meu amigo, sirva de reflexão para todos nós!

Deise Luz disse...

Assunto relevante que deveria ser mais discutido não só no meio evangélico, afinal o mundo está afundado na imoralidade e na promiscuidade, o que tem destruído muitas famílias. Se os jovens soubesse o quanto são abençoados por Deus quando se guardam para o casamento, o quanto é bom e satisfatório saber que seu marido/esposa só será seu e você dele, sem comparações, sem riscos a saúde emocional e mental...com certeza levariam esse assunto muito a sério.

patricia sampaio disse...

ola, paz do senhor a todos.
poxa muito importante esse tema para os dias de hoje, realmente o romântico "eu te amo" infelizmente esta sendo dito praticamente como se diz "oi, bom dia", adorei esse trecho "Faça amor com Deus. Se guarde, se prive, se respeite, se deixe respeitar. Um/a filho/a de um Deus não deve se rebaixar a esse nível de se dar o "lixo" de comparar amor a sexo. Viva por mais que uma noite de prazer, por que o sol sempre nasce novamente, se é que me entende."
Deus vos abençoe grandemente....
parabéns amigo Alex....

Related Posts with Thumbnails