On domingo, 6 de outubro de 2013 4 comentários

Boa madrugada, amigo leitor do #CDC! É com imensa satisfação que volto a formar algumas palavras aqui no nosso blog. Estava com muita saudade de todos vocês e desse espaço que deixei vazio por uns tempos, então sejam bem vindos e vamos começar o papo de hoje...


Essa semana estava no Seminário, discutindo em sala sobre o comportamento da maioria dos que se dizem cristãos hoje em dia, discutimos o que estamos falando e o que estamos fazendo nesse mundo; discutimos sobre como a Religião tem sido desacreditada e posta de lado pela maioria das pessoas que nos rodeiam e chegamos a conclusão, que muito temos falado do Evangelho e pouco temos vivido dele.

As pessoas têm confundido Igreja com templos e Religião com as instituições religiosas, e isso é muito ruim, por que é a partir disso que tudo se complica. Quando eu minto; as pessoas deixam de acreditar em Deus, quando eu não estendo as mãos pra socorrer; Deus é culpado pelas desgraças que acontecem a meu redor, quando eu faço descaso das pessoas; elas se sentem abandonadas por Deus. Então o que eu devo fazer para que as pessoas acreditem em Deus, no poder do seu amor, no sacrifício do seu único Filho e na salvação que há por meio do reconhecimento do seu genuíno sacrifício??

Eu tento dizer às pessoas que Deus as ama, mas elas não me ouvem! Já observou como as pessoas ignoram quando paramos para falar de Jesus pra elas? Já observou que a grande maioria nem ao menos presta atenção no que estamos falando, finge que sim, dá um sorriso expulsante pra ver se a gente vai embora logo e as deixa em "paz"? É como se não nos escultassem! Pois é sobre isso que vamos falar hoje.

Muito se fala hoje e a cada dia mais sobre a necessidade da acessibilidade. Bingo! É isso que nos falta! Alguns que se dizem ser nossos irmãos gritaram nos ouvidos das pessoas sobre um evangelho de prosperidade, de barganha, de sucesso. Eles gritaram tanto que ensurdeceram essas pessoas e elas se tornaram incapazes de ouvir a verdade por que em sua própria defesa a vestiram de mentira. Eles ignoram cada palavra de verdade baseado nas mentiras que ouviram desses charlatões miseráveis, marcadores da fé e usurpadores de esperança. Então vamos parar para pensar... Suponhamos que você deseje falar com uma pessoa surda, adiantaria você soltar uma carrada de palavras em seus ouvidos? Claro que não. Mas é pra isso que existe a linguagem de sinais. Bingo, novamente. Estamos chegando lá.

Devemos chegar a conclusão de que essas pessoas estão surdas, certo? OK. Mas elas não estão cegas. Já deveríamos ter entendido que nossa multidão de palavras já foi derrubada por aqueles safados que citei lá em cima. E que não iremos provar o contrário com mais teorias, mas sim com a prática. As pessoas não te ouvirão falar de Jesus, mas é impossível que não enxerguem Ele em você. Tem uma brincadeira antiga de criança, "Seu rei mandou dizer"... Vamos brincar de uma nova? Chama-se "Seu Rei mandou fazer"

Seu Rei mandou fazer o bem, acolher o necessitado, visitar os enfermos, os presidiários... Seu Rei mandou estender as mãos ao faminto e dar-lhe de comer, ao sedendo e dar-lhe de beber. Seu rei mandou devolver o troco errado. Seu Rei mandou ajudar a pobre idosa a atravessar a rua, ao cadeirante subir na calçada.

Tem gente que parece a Xuxa na propaganda do Monange. Faz uma ótima propaganda do produto, mas tudo mundo sabe que ele não usa. Nossas palavras nunca serão mais suficientes, muitos menos mais eficazes do que nosso exemplo. Eles não ouvirão nossas palavras até verem os sinais da presença e da transformação de Cristo em nossas vidas. Lembre-se: Eles estão surdos, não cegos.

Naquele que nos alistou para a guerra,

Alex Holliwer

4 comentários:

Sheldon Moreira disse...

Por isso lhes falo por parábolas; porque eles, vendo, não vêem; e, ouvindo, não ouvem nem compreendem.
E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz:Ouvindo, ouvireis, mas não compreendereis,e, vendo, vereis, mas não percebereis.
Porque o coração deste povo está endurecido,E ouviram de mau grado com seus ouvidos,E fecharam seus olhos;Para que não vejam com os olhos,E ouçam com os ouvidos,e compreendam com o coração,e se convertam,e eu os cure.
Mas, bem-aventurados os vossos olhos, porque vêem, e os vossos ouvidos, porque ouvem.
Porque em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vós vedes, e não o viram; e ouvir o que vós ouvis, e não o ouviram.
Escutai vós, pois, a parábola do semeador.

Mateus 13:13-18

Paula Luz disse...

Essa é uma verdade que precisa ser gritada! Infelizmente, muuuuuuito infelizmente mesmo, essa é a triste realidade que nos cerca! Mas como sabiamente você disse no texto ainda há meios de reverter essa situação, se eles não nos ouvem mais, podem ver Cristo em nós. O problema é que o comodismo atingiu tanto a alma de tantos que passaram a ficar satisfeitos somente com sua própria "salvação". Tá na hora de levantar do assento e sair da zona de conforto, Cristo nos chamou para os perdido e não alcançados, ai de nós se não anunciarmos o evangelho de Cristo! Ele é tudo em todos!

O texto ficou ótimo, parabéns!

Caio Ladislau disse...

Parabéns macho! Gostei muito do seu texto! "As pessoas estão surdas, mas não cegas", se elas não nos ouvem falar de Jesus, que elas nos vejam agir como Ele.

Cida Souza ^^ disse...

Verdade concordo com o texto que fizeste, muitas pessoas acham que estão perto de Deus mas na verdade estão longe, vai para a igreja mas a menti esta á muitos Quilômetros de distância da igreja e da palavra de Deus..Jugar! essa é a palavra que segui o cristão, pessoas pensão que por conta de sermos cristão acham que somos santos mas não! estamos atrás da santidade.
Parabéns nino... Pensamento forte e a lado de Deus. ♥

Related Posts with Thumbnails