On segunda-feira, 21 de dezembro de 2009 6 comentários



“Quem Dera Natal”



No espalhar de presentes

No oferecer de singelas lembranças

No reflexo de rostos

Percebidos num olhar brilhante

Mas ainda assim existem


Lágrimas contidas até agora,

Outrora perdidas

Por não saber-se afinal

O Real sentido do Natal


E eis que o véu do templo se rasgou em dois

De alto a baixo

E tremeu a terra

E fenderam-se as pedras

E abriram-se os sepulcros

E muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados

Não seria esse o real sentido do Natal?

Não foi esse o propósito da “Vida” que Nasceu (Natal)?

Da “Vida” que nos deu vida?

Consumada foi sua missão

Tragada foi a morte com o seu aguilhão

Deus! Tu o Sabes!


Jesus! Somente tu podes dar sentido ao meu Natal!

O Natal da Ressurreição

O Natal da nossa Salvação


Todavia ainda existem

Lágrimas contidas até agora

Outrora perdidas

Por não saber-se afinal

O Real sentido do Natal.



Que a mais que abundante Graça de Deus impere mais e mais em nossas vidas, e não esqueçamos do Real sentido da Vida, do Real Sentido do Natal. Paz do Senhor amados!

Vosso irmão em Cristo: Marcelo Junior

6 comentários:

filipepitagoras disse...

parabéns
continuem
avancem!!!

essa é a hora!!

Essência disse...

benção!!

Eliseu Antonio Gomes disse...

Olá!

Belos versos, existe beleza neles e deixam bem claro o real sentido do natal para os corações convertidos a Jesus Cristo.

E seu post termina com o desfecho de um hino maravilhoso, que há muito não ouvia e gosto muito.

Parabéns!

E.A.G.
http://belverede.blogspot.com/

Anderson Alexandre disse...

Uma benção esse post.

Um belo poema. Parabéns meu amigo.

leidiane disse...

eu e minha miga sheila achamos um maximo,parabens pela foirma de expressao,tao original e sentimental.Deus continue te abençoando...

Marcello Jú disse...

Viva o Senhor mais e mais em nossas vidas...2010 promete!!!rs...
obrigado pelo coment de todos vcs mais uma vez amigos!!!
um abração bem carinhoso!

Related Posts with Thumbnails