On sexta-feira, 14 de maio de 2010 4 comentários



Gosto de observar a natureza. Às vezes, surpreendo-me contemplando os mínimos detalhes de tão bela criação divina, e é justamente nestas coisas tão pequenas, que percebo o cuidado do Senhor para conosco. Minha casa é cercada por um pequeno jardim e um quintal relativamente grande, de forma que todos os dias tenho o vislumbre de um esplêndido desfile de diversos tipos de pássaros.Tenho um cachorro de estimação que não perde ocasião de correr atrá dos pássaros que passam o dia voando do pé de goiaba para o chão, e daí para o jardim.

Apesar de presenciar esta cena diariamente, existe algo que não perde sua capacidade de fascinar-me. Todas as vezes que vejo as aves beneficiando-se do alimento destinado ao cachorro, me vem à memória as palavras escritas com tanta propriedade em
Mateus 6.26:

"Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?"

À primeira vista, isto pode parecer insignificante, mas pensando bem, é gratificante saber que temos um Deus que cuida e se importa não apenas com os mais fortes e poderosos, mas também, e especialmente, com os pequeninos e desamparados, sejam eles homens ou animais. Enquanto escrevo, me vem à mente que já fui muito ansiosa. O fato é que ainda sou, mas gostaria de não ser, gostaria de não me preocupar com minhas necessidades, porém, já passei por períodos bem complicados no que diz respeito a esperar no Senhor, de forma que hoje, apesar da ansiedade mostrar suas garras em certas circunstâncias, não mais dita regras como antes em minha vida.

Cada instante decorrido neste mundo competitivo, que nos obriga a tomar atitudes, muitas vezes precipitadas, a fim de não ficarmos para trás e alcançarmos nossos objetivos, deixa claro que a ansiedade é um mal constantemente alimentado, tanto que a nós se assemelha a um incômodo gigante, do qual desejamos nos livrar. A pergunta aqui é: há possibilidades de derrubarmos este Golias e prevalecermos sobre ele?

A dor que dilacera aqui dentro diz que por mais que me esforce e me preocupe, não será o bastante para solucionar o problema, seja ele qual for; isso apenas me custará noites insones, cansaço físico, unhas roídas e desespero. E mesmo consciente disto, porque persisto neste caminho? Se Deus alimenta pássaros que não preparam o solo, não plantam e nem colhem e veste os lírios do campo com tal esplendor que nem mesmo Salomão em toda sua glória conseguiu, o que me faz pensar, que sendo eu indiscutivelmente preciosa aos Seus olhos, tanto que enviou Seu Filho Jesus em meu favor, passaria despercebida?

Com tantas provas consistentes e palpáveis de Sua bondade, proteção e amor, como a dádiva de existir, o ar que reveste meus pulmões e a paz que excede todo entendimento a transbordar sobre mim, como posso me amedrontar, como permitir que minha mente pregue peças fazendo-me duvidar, ainda que contra minha vontade, que Deus fará o melhor por mim? Como posso conceber a idéia absurda de que Ele não cumprirá Suas promessas, se a palavra da verdade diz que:

"Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá?" (Números 23.19)


O anseio do meu coração é que nossa confiança esteja de tal maneira alicerçada em Ti Deus, que por pior que seja a situação em que nos encontrarmos, não haja espaço em nosso ser para duvidar do Teu cuidado, do Teu amor. Em nossos lábios não haja erros, contudo, possamos dizer, como o poeta Sérgio Lopes, inspirado pelo Senhor:

"Sobre Ti lanço minha ansiedade, venho a Ti, pois Teu jugo é suave. Teu abraço me renova as forças e me traz de volta o Teu amor. Lanço sobre Ti minha ansiedade, porque sei Jesus, que vais cuidar de mim."

Que esta música possa falar aos vossos corações.



4 comentários:

"Miмα disse...

Gerlane,
faz um tempo que eu não vinha aqui. Um tempo que não lia coisas tão edificantes como isso.
Que bom que temos um Deus que nos abençoa e nos protege todo o tempo.

Ele é o melhor Pai que podíamos esperar. Nós agora temos que ser filhos pacientes. E crê que Ele sempre tem o melhor pra nós.

Paz.

Gerlane Oliveira disse...

Oi Ailma.

Que bom saber que mesmo sumindo por algum tempo(risos), você sempre retorna aqui no C.D.C.

Isso é cuidado do Senhor também. Paz!

Anderson Alexandre disse...

Oi Gerlane. Bom dia. Muito lindo seu post. Enquanto eu lia pude refletir sobre tudo o que já vivi e aprendi sobre esperar no senhor tbm. Eu sei que somos jovens e tudo mais, mas Deus nos escolheu para grandes coisas e ele sabe o que faz. Nos resta esperar, sem perguntar porque estamos passando por tudo isso. Devemos perguntar pra que. Pois tudo tem uma finalidade específica em nossa vida. Seja pra nos ensinar, pra nos moldar ou pra adquirirmos experiências Deus sempre está no controle da situação e sabe até onde podemos suportar. Ele cuida de nós, com certeza. Eu sou uma prova viva do cuidado de Deus e de seu Amor. Deus te abençoe.
P
a
z
.

Gerlane Oliveira disse...

Oi Anderson.

"A ansiedade, nada mais é, do que duvidar de Deus, e chamá-lO de mentiroso."
Por isso, cabe a nós esperar com confiança no Senhor, sabendo que Ele tem um propósito em nossa espera, e sem dúvida alguma,sabe o que faz.

Paz!

Related Posts with Thumbnails