On sábado, 16 de julho de 2011 2 comentários


Boa tarde a você leitor do C.D.C. Já ouviu falar sobre homeostase? Não? É provável que você saiba o que é, porém não se ateve ao nome. É justamente este o assunto da nossa conversa de hoje. Então, vamos lá!

Em termos bem simples, a homeostase, também conhecida como homeostasia, é qualquer mecanismo capaz de reestabelecer o equilíbrio natural, seja de um corpo, de um órgão ou mesmo de um sistema. Em se tratando do corpo humano, podemos citar como exemplos de homeostase, o suor, que libera parte do calor, impedindo que ocorra um super aquecimento, o que levaria uma pessoa a óbito e o sono, que é de vital importância, entre outras coisas, libera o hormônio do crescimento - GH - e a leptina, responsável por controlar a sensação de saciedade. Ele ainda regula nossa concentração, humor e disposição.

E foi pensando sobre isto, que me veio à mente um fato extremamente deixado de lado em nossos dias: assim como o corpo físico necessita de equilíbrio para desempenhar suas funções, o espírito igualmente precisa da homeostase divina, para que viva. E por mais que tentemos prover um equilíbrio isolado do outro, é algo impossível, visto que quando há um problema de ordem espiritual, todo o corpo também sofre.

Quando o corpo sente fome recorremos aos alimentos, do mesmo modo, quando o espírito está faminto, só há um alimento capaz de saciá-lo - a palavra de Deus - a qual nos leva a adotar um estilo de vida compatível com a Sua vontade. Em sua ausência, instala-se um caos de proporções maléficas: o medo toma o lugar da confiança, o homem se estriba em seu próprio entendimento e engana-se quando pensa que os caminhos por ele escolhidos, são caminhos de paz, pois como encontramos em
Provérbios 14.12, no fim, são caminhos de morte.

À medida que damos nossos primeiros passos vacilantes na direção de Deus, nossas orações nos permitem colocar diante dEle nossos anseios, dúvidas, problemas, sonhos, esperanças, e de forma direta e preciosa, nos capacita para ouvirmos Sua voz e aquilo que deseja de nós, estabelecendo desse modo, uma relação de intimidade com o Deus que nos formou, nos conhece e nos ama.

Porém, apesar de sua importância, estes e tantos outros aspectos de equilíbrio entre nós e Deus, têm sido desprezados. Entretanto, nada se compara quando menosprezamos o maior de todos os presentes, o qual foi capaz de reestabelecer a ligação do homem com o Pai. Algo tão precioso, imerecido e que demonstra um amor indizível: o Pai entregou Seu único filho por pessoas como eu, como você.

Enquanto buscávamos -
e muitos ainda o fazem - prazeres, orgias, bebedeiras, adultérios, roubos, assassinatos, luxúria, cobiça, egoísmo, idolatria, Ele fez uma escolha. Enquanto nos deleitávamos em toda esta imundícia, Ele abrindo mão de Sua glória, viveu uma vida de privações, quando chegamos ao ponto mais fundo do despenhadeiro das trevas, Ele tomou a cruz. E quando nossos vis pecados estavam sobre seus ombros inocentes, se fez maldito aos olhos do Pai; no ápice de sua dor, ladeado por dois ladrões, nos perdoou. E ao expirar, reestabeleceu nossa comunhão com Deus e ao ressuscitar, nos trouxe esperança!

Sem o sacrifício de Jesus, o qual permanece sobre nós eternamente, nenhuma de nossas orações seriam possíveis, nem poderíamos discernir espiritualmente o que lemos em Sua palavra, pecados continuariam tendo a necessidade de serem expiados por sangue de bois e ovelhas.

O sangue de Cristo é a homeostase perfeita que nos conduz de volta para Deus!


Concluindo, deixo este vídeo para que meditem. Deus os abençoe!

2 comentários:

Alex Oliveira disse...

Boa noite Rubi! A paz do SENHOR. Palavras verdadeiras e digníssimas de crédito. Devemos buscar ao SENHOR para que possamos restabelecer um equilíbrio espiritual com Deus. Que possamos reconhecer a cada dia nossa total dependência de Deus. "Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém." Rm 11:36

E não posso esquecer de parabenizá-la pela escolha da música. Além de ser perfeita para a mensagem, é minha banda predileta. lol

Bjoos
Obrigado pelo texto. Sinto-me reabastecido por ele.
Fica na paz

Fernando Saraiva disse...

Olá Gerlane,

Graça e Paz no Senhor!!! Alguns conhecem Jesus, o Cristo de forma ampla, outros de forma profunda. Alguns o acompanham na jornada, outros se deixam guiasse por ele. Alguns o vêem como um porto seguro, outros como O porto seguro.

Há um fato extraordinário em toda a trajetória de Jesus. Ele jamais, deixou um dos seus desamparado, quer no novo testamento, quer no antigo. Ele sempre estava e ainda está disposto a nos colocar em segurança.

Cristo é o pão que desceu do céu, é o alimento sem macula, sem qualquer contaminação, sem qualquer perigo. Sua palavra é a fonte de vida e nos liberta de todo o mal.

Que realmente possamos colocar Cristo, no lugar de honra em nossas vidas.

Shalom.

Related Posts with Thumbnails